Áreas de Concentração e Linhas de Pesquisa

​​

Áreas de concentração Resumo Linhas de
pesquisa
Resumo Professor
(i) Governança, legislação, economia e politicas para a sustentabilidade; Enfatiza a pesquisa aplicada e interdisciplinar nas questões relacionadas as várias perspectivas que norteiam a governança, envolvendo aspectos da estrutura, da gestão corporativa, pública e de redes,  das  comunidades e sua relação com a natureza e o território, gestão de riscos e conflitos, aplicação de métodos de valoração ambiental,  estratégias e processos decisórios assim como, a pesquisa teórico-empírica sobre normas e práticas ambientais no contexto da gestão sustentável. Gestão Ambiental e Sustentabilidade Essa linha de pesquisa tem por objetivo propiciar o desenvolvimento de projetos de pesquisa que visem a busca da sustentabilidade a partir de ações e/ou definições de políticas de gestão ambiental. Danton Heleno Gameiro
Direito e Sustentabilidade Urbana   Antonio Maria Claret de Gouveia
Água e Gênero Estuda as relações de gênero na governança da água, recurso estratégico para a humanidade e, portanto, dotada de importância ecológica, econômica e social. A transversalização de gênero busca valorizar as ações de homens e mulheres e a forma com que os recursos hídricos são geridos, a fim de  integrar projetos de colaboração nas áreas econômicas, políticas e sociais, de maneira que cada um possa beneficiar-se igualmente dos recursos, das informações e construir juntos os projetos, com igualdade e equidade de gênero (UNPD-GWA, 2006).  Kerley dos Santos Alves
Vera Lucia de Miranda Guarda
Avaliação de Políticas Ambientais   Alberto de Freitas Castro Fonseca
Licenciamento Ambiental e Avaliação de Impacto Ambiental  
Comunidades e 
Ecologia Social 
 Abrange as dinâmicas socioambientais e comunicativas m no âmbito das comunidades e sua relação com a natureza e o território. As temáticas  versarão sobre: gestão e responsabilidade socioambiental participativa e conflitos, percepções e representações do ambiente, articulações pós-catástrofes; inclusão social; gestão adaptativa de sistemas socioecológicos na relação turismo e cultura; desenvolvimento local; governança; valorização de territórios,  educação ambiental e  temas correlatos. Kerley dos Santos Alves
Planejamento e Gestão Municipal Ambiental    Paulo de Castro Vieira
Valoração de Serviços Ambientais A temática POBREZA, MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE tem sido amplamente debatida na academia e pela sociedade em geral recorrendo-se a diversos indicadores para mensurar a integração existente e como estes se relacionam em promover o desenvolvimento socioeconômico. Contudo, a Valoração de Serviços Ambientais tem sido uma das principais ferramentas para se estimar o valor monetário destes, e tais ciências se relacionam. A valoração assume amplo espectro de atuação e pode contribuir para realçar a importância de áreas naturais no fornecimento de bens e serviços ambientais para o fomento econômico local e para a qualidade de vida e bem-estar humano. Por meio da valoração, é possível estimar a contribuição econômica para o desenvolvimento das cidades que possuem áreas naturais, ao mesmo tempo que se pode avaliar o benefício provido para as pessoas que vivem no entorno destas, permitindo mitigar os efeitos da pobreza local. Arnaldo Freitas Junior
(ii) Avaliação ambiental e uso sustentável dos recursos naturais Concentra-se em pesquisas sobre a avaliação de ambientes naturais e antrópicos em estudos integrados do uso sustentável de recursos naturais, vegetais, hídricos e minerais, a aplicação dos recursos naturais e da biodiversidade para a inovação tecnológica sustentável e estabelecimento de modelos de gestão para o ordenamento de territórios e para o desenvolvimento sustentável sob o enfoque social, ambiental e econômico. Energia e sustentabilidade A linha de pesquisa tem o intuito de estudar as fontes renováveis de energia, com enfoque na eficiência energética e na redução de impactos associados, bem como melhorias nos sistemas atuais. Ana Letícia Pilz de Castro
Tecnologias em Saneamento Ambiental  A linha de pesquisa tem como objetivo estudar os 4 temas ligadas ao saneamento: tratamento de água, tratamento de efluentes, resíduos sólidos e drenagem urbana.
Aníbal da Fonseca Santiago
Estratégias de Sustentabilidade   Alberto de Freitas Castro Fonseca
 Impactos Ambientais da Mineração   Sandra Maria Antunes Nogueira
Mariangela Garcia Praça Leite e 
Áreas Degradadas Pela Indústria Mínero-Metalúrgica Atuação na interface entre contaminação de solos, sedimentos, águas fluviais, subterrâneas e de consumo por elementos traço tóxicos proveniente de áreas degradadas pela mineração incluindo estudos de valores de referência e a implicação desta contaminação na saúde pública. Sandra Aparecida Lima Moura
Mariangela Garcia Praça Leite
Gestão de Bacias Hidrográficas; Energia de Pluri-fontes; Economia Integrada a Ecologia Estabelecer modelos de gestão para o desenvolvimento sustentável com enfoque ambiental e econômico. Paulo Pereira Martins Junior
 Industrialização Florestal Trabalhar os modelos de gestão para o Ordenamento do território de propriedades rurais.
Diagnósticos Ambientais em Bacias Hidrográficas   Hubert Mathias Roeser
Antenor Barbosa
Geoquímica Ambiental e Geologia Médica Avaliação dos processos geoquímicos envolvidos na distribuição, mobilidade e especiação de diversos elementos-traço em rochas, sedimentos, solos, água e biota. Tal estudo é de fundamental importância na avaliação dos impactos ao meio ambiente gerados pela extração mineral e como suporte à implementação de ações voltadas à gestão e ordenamento territorial. Adivane Terezinha Costa

 

1) Área de Concentração: Governança, legislação, economia e políticas para a sustentabilidade: Enfatiza a pesquisa aplicada e interdisciplinar nas questões relacionadas as várias perspectivas que norteiam a governança, envolvendo aspectos da estrutura, da gestão corporativa, pública e de redes,  das  comunidades e sua relação com a natureza e o território, gestão de riscos e conflitos, aplicação de métodos de valoração ambiental,  estratégias e processos decisórios assim como, a pesquisa teórico-empírica sobre normas e práticas ambientais no contexto da gestão sustentável.

Linha de Pesquisa:

ÁGUA E GÊNERO

Descrição:

A linha de pesquisa água e gênero busca estudar as relações de gênero na governança da água. Sua relevância se justifica primeiro, porque a água e o saneamento são considerados direitos humanos essenciais, e a água é um recurso estratégico para a humanidade e, portanto, dotada de importância ecológica, econômica e social. A transversalização de gênero busca valorizar as ações de homens e mulheres em qualquer plano, diminuindo a desigualdade entre eles, e assim suas preocupações e experiências passam a integrar projetos de colaboração nas áreas econômicas, políticas e sociais, de maneira que cada um possa beneficiar-se igualmente dos recursos, das informações e construir juntos os projetos, com igualdade e equidade de gênero (UNPD-GWA, 2006). No contexto da gestão da água, os papéis relativos ao gênero determinam como homens e mulheres são afetados pela forma com que os recursos hídricos são desenvolvidos e geridos.

 

Linha de Pesquisa:

COMUNIDADES E ECOLOGIA SOCIAL

Descrição:

Esta linha de pesquisa abrange as dinâmicas socioambientais e comunicativas que se estabelecem no âmbito de comunidades e sua relação com a natureza e o território. As temáticas a abordar versarão sobre: gestão e responsabilidade socioambiental participativa e conflitos, percepções e representações do ambiente, articulações pós-catástrofes; inclusão social; gestão adaptativa de sistemas socio-ecológicos na relação turismo e cultura; desenvolvimento local; governança; valorização de territórios, além de outros temas correlatos.

 

Linha de Pesquisa:

GESTÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE

Descrição:

Essa linha de pesquisa tem por objetivo propiciar o desenvolvimento de projetos de pesquisa que visem a busca da sustentabilidade a partir de ações e/ou definições de políticas de gestão ambiental.

 

Linha de Pesquisa:

VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS

Descrição:

A temática POBREZA, MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE tem sido amplamente debatida na academia e pela sociedade em geral recorrendo-se a diversos indicadores para mensurar a integração existente e como estes se relacionam em promover o desenvolvimento socioeconômico. Contudo, a Valoração de Serviços Ambientais tem sido uma das principais ferramentas para se estimar o valor monetário destes, e tais ciências se relacionam. A valoração assume amplo espectro de atuação e pode contribuir para realçar a importância de áreas naturais no fornecimento de bens e serviços ambientais para o fomento econômico local e para a qualidade de vida e bem-estar humano. Por meio da valoração, é possível estimar a contribuição econômica para o desenvolvimento das cidades que possuem áreas naturais, ao mesmo tempo que se pode avaliar o benefício provido para as pessoas que vivem no entorno destas, permitindo mitigar os efeitos da pobreza local.

 

2) Área de concentração: Avaliação ambiental e uso sustentável dos recursos naturais: Concentra-se em pesquisas sobre a avaliação de ambientes naturais e antrópicos em estudos integrados do uso sustentável de recursos naturais, vegetais, hídricos e minerais, a aplicação dos recursos naturais e da biodiversidade para a inovação tecnológica sustentável e estabelecimento de modelos de gestão para o ordenamento de territórios e para o desenvolvimento sustentável sob o enfoque social, ambiental e econômico.

Linha de Pesquisa:

ÁREAS DEGRADADAS PELA INDUSTRIA MINERO-METALÚRGICA

Descrição:

Atuação na interface entre contaminação de solos, sedimentos, águas fluviais, subterrâneas e de consumo por elementos traço tóxicos proveniente de áreas degradadas pela mineração incluindo estudos de valores de referência e a implicação desta contaminação na saúde pública.

 

Linha de Pesquisa:

ENERGIA E SUSTENTABILIDADE

Descrição:

A linha de pesquisa tem o intuito de estudar as fontes renováveis de energia, com enfoque na eficiência energética e na redução de impactos associados, bem como melhorias nos sistemas atuais.

 

Linha de Pesquisa:

GEOQUÍMICA AMBIENTAL E GEOLOGIA MÉDICA

Descrição:

Avaliação dos processos geoquímicos envolvidos na distribuição, mobilidade e especiação de diversos elementos-traço em rochas, sedimentos, solos, água e biota. Tal estudo é de fundamental importância na avaliação dos impactos ao meio ambiente gerados pela extração mineral e como suporte à implementação de ações voltadas à gestão e ordenamento territorial.

 

Linha de Pesquisa:

GESTÃO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS; ENERGIA DE PLURI-FONTES; ECONOMIA INTEGRADA A ECOLOGIA

Descrição:

Estabelecer modelos de gestão para o desenvolvimento sustentável com enfoque ambiental e econômico.

 

Linha de Pesquisa:

INDUSTRIALIZAÇÃO FLORESTAL

Descrição:

Trabalhar os modelos de gestão para o Ordenamento do território de propriedades rurais.

 

Linha de Pesquisa:

TECNOLOGIAS EM SANEAMENTO AMBIENTAL

Descrição:

A linha de pesquisa tem como objetivo estudar os 4 temas ligadas ao saneamento: tratamento de água, tratamento de efluentes, resíduos sólidos e drenagem urbana.